O futuro promissor da atividade física no pós-pandemia

Sabemos que a pandemia de COVID-19 teve um impacto sem precedentes na saúde pública e em todos os setores empresariais, incluindo o mercado fitness. Agora, novos hábitos foram formados e o cuidado pela saúde ganhou destaque na vida das pessoas nos últimos tempos, o que afeta diretamente onde as pessoas se exercitam e como elas se exercitam – indicando um futuro promissor para a atividade física no pós-pandemia. 

Muitos despertaram a consciência da importância em cuidar do corpo, da mente e estar saudável. Podemos afirmar que a população nunca esteve tão atenta aos benefícios que a atividade física proporciona. 

Prezar pela qualidade de vida: obrigação que virou hábito

Os malefícios do sedentarismo são velhos conhecidos pela população: doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, aumento de peso, entre outros. Com a pandemia, a ficha caiu para muitas pessoas que essas comorbidades têm consequências sérias, como levar um paciente infectado pela COVID-19 para um estágio mais grave da doença, por exemplo. Esse fato trouxe à tona a associação da falta de atividade física com maiores complicações pelo novo coronavírus, e o agravamento de outras doenças pré-existentes. 

Em meio às restrições para impedir o agravamento do coronavírus, muitas pessoas queriam se manter em movimento ou começar uma atividade física para cuidar da saúde. Porém, o fechamento das academias não impediu que encontrassem outras formas para se exercitar. É o que mostra o Year in Sport, relatório anual da Strava, a maior comunidade esportiva do mundo, com mais de 73 milhões de atletas e mais de 9,5 milhões no Brasil.

Segundo o relatório, e lembrando que a maior parte de 2020 foi vivida em quarentena, a rede social registrou 21,5 milhões de publicações semanais de atletas, além de ganhar dois milhões de novos integrantes. Há dados ainda mais positivos, mostrando o crescimento dos registros de atividade física em comparação também à 2019:

  • Globalmente, o aumento da frequência de atividade física entre as mulheres foi 45,2% em comparação ao ano anterior, e de 27,3% para homens; 
  • No Brasil, o aumento ficou entre 43,8% para mulheres e 30% para homens.

 

Tendência: a busca por um estilo de vida saudável

O bem-estar mental está se tornando uma prioridade tão grande quanto o físico. Se um dia as horas na academia eram passadas em busca do “projeto verão”, a partir de agora o foco em estética deve ceder espaço para a preocupação com a saúde.  

A busca por um estilo de vida saudável e o cuidado com a saúde são as principais tendências de práticas esportivas no Brasil para os próximos anos, segundo pesquisa anual realizada pelo Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM). 

Em entrevista à revista ACAD, Mônica Marques, diretora da ACAD Brasil e membro do conselho da IHRSA, conta que os empresários de academias têm percebido grande procura por parte de pessoas que não tinham o hábito de praticar atividade física. Essas pessoas estão priorizando a ajuda de academias e profissionais para cuidar da saúde com segurança, deixando o sedentarismo para trás.

Na unidade de Canoas (RS) do Studio Mormaii, confirmamos a teoria na prática. A aluna Nara Regina Motta conta que sempre gostou de fazer exercícios, mas que devido a rotina de trabalho, tinha dificuldades em manter o hábito. 

No início da pandemia contraiu COVID-19 e, coincidentemente, a aposentadoria chegou durante a recuperação da doença. Aos 56 anos, Nara estava fazendo pilates há quase um ano, mas tinha dores no corpo e na coluna sem melhoras. Com indicação da filha que já conhecia o Studio Mormaii e ficou encantada com o método de treino, resolveu fazer a troca do pilates pelo Método Mormaii

Nara fala sobre o impacto que a metodologia de exercícios teve em sua vida e a união de fatores que a mantém motivada: “Depois de 60 dias no Studio Mormaii, sinto-me com mais equilíbrio e força para realizar tarefas do dia a dia e atividades ao ar livre. Desde que cheguei ao Studio, até hoje, a descontração, a acolhida, tanto de professores e funcionários em geral, a variedade de equipamentos, técnicas de exercícios e de treino e o alongamento são realmente diferenciados. Todos estes motivos me dão certeza que quero continuar.”

Valmir Machado De Almeida, de 59 anos, também treina no Studio Mormaii Canoas e conta que procurou o Studio com o objetivo de melhorar a qualidade de vida através de novas alternativas, já que investiu por um longo tempo em quiropraxia, fisioterapia, hidroterapia, agulhamento, caminhadas, entre outras tentativas, mas sem sucesso.

Após conhecer a Mormaii, conta que em pouco tempo já desfruta da melhoria na qualidade de vida: “Já percebo o progresso que esperava, tenho obtido melhores resultados a cada dia, mais disposição, equilíbrio, menos cansaço e menos dores na coluna.”.

Além dos treinamentos, a estrutura do Studio e atendimento chamaram a atenção do Valmir: “a variedade de técnicas nos treinos, equipamentos variados e atualizados, professores disponíveis em nos corrigir e orientar, capacitados com conhecimentos teórico e prático, com qualificação de excelência.” destaca.

 

Leia também: Como aproveitar a quarentena para dizer tchau ao sedentarismo?

 

Mercado fitness em ascensão

A partir de 2021, com as academias funcionando, a vacinação avançada e as atividades voltando ao normal, o mercado fitness está aquecido e recebendo uma demanda cada vez maior​​.

O relatório de impacto econômico mundial para a Global Health & Fitness Alliance (GHFA), recém-publicado pelo Credit Suisse Group, apresenta alguns pontos extremamente animadores e apontam alguns caminhos.

  • É esperado grande crescimento do setor fitness
  • 25% dos frequentadores das academias têm mais de 55 anos
  • Jovens estão gastando mais em qualidade de vida do que pessoas com mais idade
  • Há um forte crescimento da preocupação com a saúde mental
  • Há previsões de investimentos em wellness

Foto: Studio Mormaii Jardins em São Paulo (SP)

 

A verdade é que a pandemia impulsionou a necessidade do autocuidado. Manter bons hábitos, praticar atividade física regularmente e priorizar a qualidade de vida é uma mudança no comportamento da população que já começou a refletir no mercado fitness em grandes proporções. Mais do que uma tendência passageira, o cuidado com a saúde tornou-se prioridade para muitos.

Em 2020, vimos grandes empresas de vários segmentos investir, tanto no online, como no offline, em estratégias ligadas ao fitness. A Apple, por exemplo, anunciou o lançamento do Apple Fitness+, um programa próprio e online de exercícios. Em junho de 2021, o relatório publicado pela European Health & Fitness Market Report, aponta que a confiança dos investidores em futuras oportunidades de crescimento no setor de fitness permanece alta. 

O Studio Mormaii é outro exemplo do crescimento do mercado. Atualmente, a franqueadora conta com 45 unidades em operação.

Quer saber mais sobre o modelo de negócio do Studio Mormaii? Clique aqui e conheça a rede de franquias que está transformando a relação das pessoas com a atividade física!

 


Fontes: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *